Cerca de 10.000 manifestantes anti-Otan, dos quais aproximadamente mil particularmente violentos, segundo a Prefeitura, 30.000, segundo os organizadores, protestavam em Estrasburgo neste sábado à tarde.

Por volta de 7.000 outros manifestantes vindos da Alemanha foram contidos pelas forças de segurança alemãs na localidade de Kehl, cidade vizinha a Estrasburgo, acrescentou a Prefeitura em um comunicado.

Em Estrasburgo, "haveria cerca de dez pessoas levemente feridas entre os manifestantes, sendo que a maior parte foi atendida" pelos serviços de emergência, segundo a Prefeitura.

A Prefeitura lembra que "elementos mais violentos" incendiaram parcialmente um hotel e uma farmácia, além de antigos postos alfandegários da Ponte da Europa.

"Vários manifestantes foram detidos", acrescentou a Prefeitura.

"Pouco mais de 30.000 pessoas participam da manifestação", disse Lysiane Rolet, uma porta-voz do grupo anti-Otan de Estrasburgo.

A Prefeitura indicou ainda que, de acordo com os organizadores da manifestação, "que expressaram sua vontade de se dissociar dos autores dos atos de violência", o percurso da manifestação foi encurtado.

"As forças de ordem continham os manifestantes no setor da Ponte da Europa para evitar que eles se espalhem por diferentes bairros de Estrasburgo", explicou a Prefeitura.

pad/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.