Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Manifestação contra carestia deixa cinco feridos no Haiti

Cinco pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira no Haiti durante manifestações contra o alto custo de vida e a pobreza, nas quais instalações da ONU foram alvo de atos de vandalismo, informou a polícia.

AFP |

Em Los Cayos (sul), milhares de pessoas protestaram em vários bairros e atacaram caminhões que transportavam alimentos.

"Pelo menos dois caminhões que carregavam arroz foram saqueados por grupos de manifestantes", declarou um morador à AFP.

Tiros foram ouvidos em Los Cayos, onde a missão da ONU para a estabilização do Haiti (Minustah) e a polícia haitiana interviram para dispersar manifestantes que estavam destruindo o muro de um campo dos Capacetes Azuis uruguaios.

Os manifestantes ainda ergueram barricadas com pneus incendiados.

"Os atos de vandalismo contra instalações da Minustah não causaram danos sérios...", informou a porta-voz da missão da ONU, Sophie Bouteau de la Combe.

Em Gonaives (norte), dezenas de pessoas se manifestaram atirando pedras em civis, informaram correspondentes de rádios haitianas.

Em Porto Príncipe, dezenas de jovens desempregados se reuniram diante do Parlamento, perto da embaixada dos Estados Unidos, para protestar contra o alto custo de vida.

O governo condenou os atos de violência e os saques ocorridos durante as manifestações, "que podem bloquear os esforços para incentivar potenciais investimentos no país", segundo o assesor de imprensa do premier Jacques-Edouard Alexis.

cre/yw/LR

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG