Tamanho do texto

Cerca de cem pessoas se reuniram hoje na praça Bolívar de Caracas para expressar apoio ao presidente Hugo Chávez e negar a autenticidade do conteúdo do computador supostamente confiscado às Farc que vincularia Chávez a essa guerrilha.

A manifestação acontece pouco antes de a Interpol apresentar em Bogotá um informe sobre o conteúdo do computador e os documentos em seu disco rígido.

Um modelo de máquina gigante com a frase "o computador antimísseis de Uribe" foi instalado no centro da praça.

pt/bl/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.