Mandelson beneficiou russo que o convidou para iate, diz jornal britânico

Londres, 12 out (EFE).- O novo ministro de Negócios e Empresas britânico, Peter Mandelson, beneficiou durante sua etapa como comissário de Comércio da União Européia (UE) um milionário russo que convidou o político para seu iate, afirmou hoje o dominical The Sunday Times.

EFE |

A estadia no iate "Queen K" em Corfu no verão (hemisfério norte) foi o último de uma série de encontros sociais entre Mandelson e Oleg Deripaska - conhecido como "o rei do alumínio" - enquanto o político ainda era comissário de Comércio da UE.

Durante os últimos três anos, Mandelson, que foi nomeado ministro no último dia 3, atuou em duas ocasiões para reduzir as tarifas européias ao alumínio.

A companhia de Deripaska, a Rusal - maior produtora de alumínio do mundo - foi uma das maiores beneficiadas dessa medida.

Um porta-voz da Comissão Européia (órgão executivo da UE) citado pelo jornal disse que Mandelson só foi a uma festa ao iate de Deripaska, mas outra fonte "autorizada" afirmou que o ex-comissário passou uma noite na embarcação.

Depois disso, o porta-voz afirmou que Mandelson "exerceu seu papel como comissário, apesar de sua amizade com o senhor Deripaska", mas não quis confirmar se o novo ministro de Negócios e Empresas britânico passou a noite no iate.

Mandelson, que segundo o jornal "The Observer" receberá 1 milhão de libras (1,26 milhão de euros) como quitação e em conceito de pensão após quatro anos como comissário europeu, já foi ministro duas vezes com o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair, e em ambas teve que renunciar por causa de escândalos. EFE ep/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG