Mandela recebe alta do hospital após passar por laparoscopia

Ex-presidente da África do Sul foi internado neste sábado para investigação de dores abdominais que vinha sentindo

iG São Paulo |

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, de 93 anos, recebeu alta do hospital  um dia após passar por uma laparoscopia , para examinar a origem de dores abdominais prolongadas, informou a presidência da África do Sul.

AP
Mandela e a família posam para foto em sua casa em Qunu, na África do Sul (17/07/2011)

"Os médicos decidiram mandá-lo para casa após comprovar que os exames realizados não apresentaram nenhum problema sério", afirmou o governo sul-africano em comunicado divulgado neste domingo.

"O presidente Zuma deseja agradecer ao povo por seus bons desejos e apoio (a Mandela)".

Horas antes, a ministra de Defesa do país, Lindiwe Sisulu, disse que o prêmio Nobel da Paz de 1993 foi internado para se submeter a uma laparoscopia, uma técnica pouco invasiva que permite observar a cavidade abdominal do paciente.

"Não havia nada grave. A razão pela qual foi levado ao hospital é porque estava tendo dores contínuas", acrescentou a ministra.

O governo sul-africano informou neste sábado em comunicado que Nelson Mandela foi hospitalizado devido a uma dor abdominal contínua. "Sempre que você trata de alguém, você tenta fazer com que tenha as melhores condições de vida, e a única forma como tínhamos de fazê-lo era levando-o ao hospital e realizando uma série de exames para saber se o tratamento era o adequado", afirmou Sisulu.

Ameaças de prisão
O ex-presidente, cuja saúde vem se deteriorando nos últimos tempos, se retirou da vida pública há oito anos. Em janeiro do ano passado, Mandela havia sido hospitalizado para o tratamento de uma grave infecção pulmonar. A última aparição pública de Mandela foi na Copa do Mundo de 2010, jogada na África do Sul.

O comunicado oficial do governo não informou em que hospital Mandela foi internado, mas algumas informações sugeriam que teria sido em um hospital militar em Pretória, a capital do país. Jornalistas que se concentraram em frente ao hospital receberam ordens para se retirarem do local e foram ameaçados de prisão caso não cumprissem as ordens.

Leia também:
'Mandela quer que lutas justas continuem'
Em livro, Mandela afirma: 'não sou santo'

Mandela, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1993 pela sua luta contra o apartheid, foi eleito em 1994 o primeiro presidente negro da África do Sul. Ele governou o país até 1999, quando deixou o cargo após o cumprimento de um mandato.

Com EFE e BBC

    Leia tudo sobre: mandelaáfrica do sulinternaçãolaparoscopia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG