Guardian - Mundo - iG" /

Manchester City aceita saída de Robinho em janeiro, diz Guardian

O clube inglês Manchester City já aceitou a saída de Robinho do clube em janeiro, diz o jornal britânico The Guardian em reportagem de capa do seu caderno de esportes nesta quarta-feira. O técnico da equipe, Mark Hughes, desistiu de tentar manter o jogador e a questão agora não é mais se Robinho vai sair, mas quando, diz o jornal.

BBC Brasil |

Segundo o Guardian, as tentativas do clube de "acalmar" o atacante brasileiro e "manter feliz o jogador mais caro já comprado por um clube inglês" fracassaram, pois Robinho estava "desesperado para deixar o clube até a janela de transferências de janeiro".

Apesar de negar várias vezes que o jogador estaria saindo, o clube acabou, "relutantemente", aceitando "que o jogador - que com sua compra por 32,5 milhões de libras (cerca de R$ 93 milhões) supostamente deveria simbolizar as ambições do clube - não quer participar dessa revolução".

O jornal diz que, 14 meses depois de mudar para Manhester, Robinho estaria tão infeliz com a situação que "instruiu seus assessores que não queria mais passar outro dia em Manchester".

"Isso será uma grande decepção para as aspirações do City", diz o jornal, citando palavras recentes de Mark Hughes, de que o clube "não estava no ramo da venda de seus melhores jogadores".

Mas o próprio Hughes, que se encontra com a equipe no centro de treinamento do clube em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos (onde residem os novos donos do clube), pode, segundo o Guardian, "ter contribuído para a infelicidade de Robinho ao desmanchar o pequeno, porém influente, grupo de jogadores brasileiros que, para ele (o técnico), formavam uma panelinha e minavam sua autoridade".

Além de Robinho, estavam nesse "grupo" os jogadores Elano (vendido para o Galatasaray), Jô (emprestado ao Everton) e Glauber Berti.

Após a saída dos outros brasileiros, Robinho teria "se sentido isolado" e "não curtindo a experiência de viver em Manchester".

A reportagem conta que a mulher de Robinho, Vivian, também estava "infeliz" na Inglaterra, que nenhum dos dois falava inglês e que ambos não gostavam do clima.

"Eles tiveram até que mudar de casa por causa de uma disputa com os vizinhos, devido à música brasileira que eles tocavam".

Quanto aos rumores de que o Barcelona seria o próximo destino do jogaodor, a posição oficial do clube, segundo o Guardian, "é de eles ainda não conversaram (com o Barcelona) nem tinham intenção para tal".

O artigo indica que o Manchester City já indentificou o eventual substituto de Robinho, o atacante argentino Angel Di María, do Benfica.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG