Malmoe tem noite calma após confrontos entre jovens e policiais

A madrugada deste sábado foi relativamente tranqüila em Rosengaard, o subúrbio da cidade sueca de Malmoe sacudido durante duas noites seguidas por violentos confrontos entre jovens imigrantes e policiais, constatou a AFP no local.

AFP |

Em Ramelsvag, um conjunto de prédios que abriga uma mesquita fechada por não renovar o contrato de aluguel, o que deu origem aos confrontos, centenas de jovens permaneciam reunidos desde o início da noite, sob a vigilância de um grande número de policiais.

"Parece que estão brincando com a gente. Nos hostilizam o tempo todo, nos prendem por qualquer coisa, e depois estranham nossa revolta", disse Ahmed Baccar, um palestino de 20 anos, sobre a tentativa de negociação promovida pela polícia.

"Chegam e batem em meninos de 11-12 anos, soltam os cães, como ontem (sexta-feira), e querem negociar", destacou Rached El Ali, um palestino de 18 anos, encapuzado.

A polícia teme novos confrontos e pediu reforços a Estocolmo e Gotemburgo.

Apesar da calma aparente, cinco automóveis e várias latas de lixo foram incendiados na zona de Ramelsvag, segundo a polícia, que prendeu uma pessoa.

Um coquetel molotov também foi atirado contra a fachada de uma escola de Rosengaard, mas a polícia controlou o incêndio rapidamente.

sa/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG