Maliki viaja à província de Maysan para supervisionar ofensiva militar

Bagdá, 23 jun (EFE).- O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, chegou hoje à província meridional de Maysan, de maioria xiita, para supervisionar pessoalmente as operações do Exército nesta região, um dos principais redutos da milícia do clérigo Moqtada al-Sadr.

EFE |

Após sua chegada, Maliki, cercado por seus colaboradores mais próximos, inaugurou uma conferência de líderes tribais da província, onde ocorre pelo quinto dia consecutivo uma grande ofensiva militar contra o que o Governo chama de "criminosos", em alusão aos milicianos ligados a Sadr.

"O Governo é responsável de estender a segurança e a estabilidade a cada palmo do território iraquiano", disse Maliki, em discurso retransmitido pela televisão iraquiana.

"Com a cooperação dos cidadãos, fomos capazes de criar um Estado governado pela lei, sem discriminação às pessoas, à margem de suas inclinações políticas ou religiosas", acrescentou.

A visita de Maliki a Amara, capital da província e que estava sob controle do Exército Mehdi, de Moqtada al-Sadr, é considerada pelos analistas como uma tentativa por ganhar o apoio dos líderes tribais para a ofensiva militar.

"O Iraque não pode ser construído com sonhos e esperanças, mas com esforços sinceros, coragem e sacrifício", afirmou o primeiro-ministro ao público. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG