Maliki quer a Itália como parceira fundamental na reconstrução do Iraque

Roma, 24 jul (EFE).- O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, começou hoje sua primeira visita oficial à Itália, onde encontrará um novo Governo ao qual proporá ser um parceiro estratégico e fundamental para a reconstrução do Iraque.

EFE |

"Nosso objetivo é que a Itália seja um parceiro estratégico e fundamental para a reconstrução do Iraque, um país que começa do zero e que precisa de tudo", disse o embaixador iraquiano perante a Santa Sé, Albert Edward Ismail Yelda.

O diplomata afirmou que "a ajuda da Itália continuou também após a retirada das tropas", em dezembro de 2006, e que esta visita pretende dar um novo "impulso" às relações econômicas.

Por isso, Maliki, além de suas reuniões institucionais, se reunirá nestes dois dias de visita a Roma com os responsáveis de empresas italianas para incentivá-los a "investir no Iraque e colaborar com as sociedades iraquianas".

Maliki, que chegou hoje a Roma acompanhado pelos ministros de Indústria, Interior, Exterior, Obras Públicas e Agricultura, destinará a maior parte do dia a encontros econômicos.

Ainda hoje, se reunirá com o presidente italiano, Giorgio Napolitano, e com o chefe do Governo da Itália, Silvio Berlusconi, com quem manterá um jantar de trabalho.

Amanhã, o primeiro-ministro iraquiano será recebido em audiência pelo papa Bento XVI na residência de verão do pontífice em Castelgandolfo, a cerca de 30 quilômetros de Roma. EFE ccg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG