Maliki diz que acordo sobre tropas dos EUA no Iraque está na etapa final

Bagdá, 10 out (EFE) - O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, afirmou hoje que as negociações para assinar um pacto de segurança com os Estados Unidos estão na etapa final, mas disse que ainda há alguns temas importantes que devem ser debatidos.

EFE |

O convênio está sendo negociado há meses e busca criar um marco legal para a presença das tropas americanas no Iraque quando expirar, no final do ano, o mandato dado em tal sentido pelo Conselho de Segurança da ONU.

"O acordo proposto chegou à sua etapa final, mas ainda há alguns pontos destacados que estão sendo discutidos", afirmou Maliki em entrevista coletiva concedida em Najaf, 170 quilômetros ao sul de Bagdá.

O primeiro-ministro fez as declarações nessa cidade sagrada para os xiitas depois de se reunir com o aiatolá Ali Sistani, o líder desta confissão no Iraque.

Maliki afirmou que Sistani pediu que sejam respeitados os canais institucionais para que o pacto com os EUA seja aprovado pelo Governo e pelo Parlamento antes de ser assinado, e que "não se imponha nada ao Iraque e ao povo iraquiano".

O chefe do Governo iraquiano qualificou de "muito grande" a lista de concessões pedidas pelos Estados Unidos durante as negociações, mas evitou dar detalhes ao respeito.

No entanto, o primeiro-ministro reiterou que a presença militar dos Estados Unidos no Iraque terminará em 2011, e que as tropas do país abandonarão os centros urbanos até julho de 2009 e acamparão nos arredores das cidades.

As autoridades americanas não deram muita informação sobre este ponto, e insistem em trabalhar com prazos flexíveis.

Entre os temas pendentes nas negociações figura a possibilidade de que os soldados americanos tenham imunidade no Iraque, um tema delicado no qual os EUA insistem e que Bagdá parece resistir a aceitar. EFE am/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG