Maliki confia na capacidade iraquiana após saída dos EUA

Bagdá, 26 fev (EFE).- O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, reiterou hoje sua confiança no Exército de seu país e em sua capacidade para manter a segurança, caso ocorra uma retirada das tropas americanas, segundo um comunicado oficial.

EFE |

Maliki fez estas declarações durante uma reunião com o ministro de Assuntos Exteriores kuwaitiano, Mohammed al-Sabah, que chegou hoje a Bagdá, na primeira visita de um alto funcionário do Kuwait desde que o Exército iraquiano invadiu o país vizinho, em 1990, em pleno regime do ditador Saddam Hussein.

"Confiamos no funcionamento de nossas Forças Armadas e na capacidade dos corpos de segurança para manter a estabilidade, e não nos preocupamos pelo país caso as tropas americanas saiam, já que acabamos com o sectarismo", acrescentou Maliki.

As declarações de Maliki são a primeira reação oficial iraquiana às afirmações da quarta-feira do vice-presidente americano, Joe Biden, que afirmou que o presidente Barack Obama anunciará nesta semana um calendário para a retirada da maior parte das tropas no Iraque.

Biden, que fez estas declarações à rede de televisão americana "NBC", adiantou que Obama "fará o anúncio na sexta-feira".

Durante a campanha eleitoral, Obama se comprometeu a retirar os 142 mil soldados americanos do Iraque em um prazo de 16 meses.

Segundo fontes da Administração americana, o presidente poderia anunciar a saída da maior parte dos militares no Iraque para agosto de 2010. EFE ah/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG