Mali acusa Al Qaeda de envolvimento em sequestro de 4 europeus no Níger

Argel, 3 fev (EFE).- Um alto responsável do Ministério do Interior de Mali assegurou hoje que a organização terrorista Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) está envolvida no sequestro de quatro turistas europeus no Níger no final de janeiro.

EFE |

Os turistas -dois suíços, um britânico e um alemão- foram sequestrados em 22 de janeiro em território de Níger próximo à fronteira quando voltavam de Mali após assistir a um festival cultural.

Em entrevista ao jornal argelino El-Khabar", o responsável de Interior malinês, cuja identidade não foi revelada, disse que os serviços de informação do país "dispõem de informações, segundo as quais a AQMI e os rebeldes tuaregues estão implicados no sequestro".

A mesma fonte afirmou que os primeiros resultados da investigação de seu país confirmam a implicação do ramo da Al Qaeda no Magrebe e dos tuaregues.

No entanto, o responsável malinês não deu qualquer informação sobre o caso do enviado especial da ONU para Níger, o diplomata canadense Robert Fowler, e seu ajudante Louis Gay, desaparecidos nesse país do Sael junto ao motorista, em dezembro.

O jornal argelino "An-Nahar" indicou há três dias que tanto os dois diplomatas quanto os quatro turistas foram sequestrados pela Al Qaeda, citando fontes das tribos tuaregues do norte de Mali. EFE sk/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG