Malásia se alia a Indonésia na busca por terrorista

Bangcoc, 13 ago (EFE).- As Polícias de Malásia e Indonésia estão colaborando para localizar Noordin Mohammed Top, o terrorista mais procurado do Sudeste Asiático, uma vez que foi confirmado que ele não morreu em uma operação antiterrorista no fim de semana em Java.

EFE |

Segundo o jornal "New Straits Times", policias malaios foram a Jacarta para ajudar os indonésios na perseguição de Top, que se acredita que esteja na Indonésia.

A Malásia aumentou o nível de segurança em todos os pontos de entrada do país e vigia todos os parentes conhecidos de Top.

Top é considerado o líder de uma facção radical cindida da Jemaah Islamiya (YI), o braço da Al Qaeda no Sudeste Asiático.

A Polícia indonésia o acusa de organizar o duplo atentado de julho contra dois hotéis de luxo de Jacarta, no qual nove pessoas morreram.

Top também é apontado como o mentor do atentado ao hotel Marriott em 2003, que matou 12 pessoas; do ataque com carro-bomba à embaixada australiana em 2004, que matou 11; e do segundo atentado de Bali, cometido em 2005 e que deixou 23 mortos. EFE tai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG