Malásia quer controlar mulheres que viajem sós para evitar tráfico de drogas

Kuala Lumpur - O Governo malaio estuda controlar as mulheres que viajem sós para evitar, segundo assegura, que caiam vítimas das máfias internacionais que as utilizam como correios ou mulas de droga com destino à Europa.

EFE |

A medida recebeu as críticas dos grupos defensores das mulheres, de membros da coalizão governamental e inclusive da ministra da Mulher e Família, Ng Yen Yen, que assinalou que a medida transgride os direitos fundamentais das mulheres, informou hoje a imprensa local.

Entre janeiro e abril deste ano, 29 malaios foram detidos e presos por delitos relacionados com drogas, revelou o ministro.

As autoridades falaram que as máfias procuram cidadãos malaios para que transportem a droga, sobretudo para países da União Européia, porque não necessitam de visto para estâncias não superiores a 90 dias por férias.

    Leia tudo sobre: tráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG