Mais um imigrante é ferido por arma de fogo no sul da Itália

Roma, 9 jan (EFE).- Outro imigrante foi ferido por uma arma de fogo perto da localidade italiana de Rosarno (sul), onde, desde quinta-feira, são registrados vários confrontos com os moradores locais.

EFE |

Segundo a Polícia, o imigrante foi atingido por vários tiros de chumbinho disparados de um veículo em um terreno do município de Gioia Touro, próximo a Rosarno.

O imigrante, que se soma ao outros dois feridos ontem por armas de fogo, foi levado para um hospital com ferimentos nas pernas e um braço. Mas, apesar disso, seu estado de saúde não é grave.

A Carabinieri (Polícia Militar) investiga os casos, que parecem ser resultantes de uma espécie de da "caça ao imigrante", como a imprensa do país definiu os distúrbios em Rosarno.

Os meios de comunicação italianos informam que os moradores, que saíram às ruas ontem à tarde diante dos protestos dos imigrantes, permanecem fora de suas casas.

O medo e o clima agressivo que se vive em Rosarno levaram muitos estrangeiros a pedirem sua transferência para abrigos em outras localidades.

Na noite passada, cerca de 250 imigrantes foram levados das instalações de uma antiga fábrica de celulose para um centro em Crotona, mudança que foi determinada pelas autoridades locais.

Os últimos dados oficiais dão conta que os distúrbios registrados desde a noite de quinta-feira já deixaram 66 feridos, 19 deles agentes da Palícia e outros 17, moradores. Oito pessoas também foram detidas.

Os confrontos começaram quando centenas de imigrantes, em sua maioria africanos e gente que faz trabalhos de um dia, saíram às ruas para protestar depois que dois deles foram atacados por desconhecidos com um fuzil de ar comprimido. EFE mcs/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG