Mais um controlador aéreo cochila durante expediente nos EUA

Casos semelhantes levaram nesta semana à demissão do diretor de tráfego aéreo americano

EFE |

A Organização Federal de Tráfego Aéreo dos Estados Unidos (FAA, em inglês) voltou suspender neste sábado um controlador aéreo por ter dormido enquanto trabalhava, desta vez no Centro de Controle de Rotas Aéreas de Miami. De acordo com um exame preliminar do registro de tráfego aéreo, o controlador não perdeu nenhuma das chamadas feitas pelos aviões e não houve nenhum impacto operacional, indicou a FAA em comunicado.

O incidente foi reportado por outro controlador a um dos supervisores, depois que nesta mesma semana um avião que transportava três pessoas foi obrigado a aterrissar durante a noite sem instruções porque o controlador da Rena-Tahoe International Airport, em Nevada, estava dormido. Outro controlador, no aeroporto Boeing Field-King County International, de Seattle, também cochilou durante o turno da madrugada na segunda-feira passada.

Os incidentes são divulgados após dois controladores serem suspensos, em março, porque dormiam em serviço no aeroporto de Lubbock, no Texas. Também no mês passado, dois aviões tiveram de pousar sem instruções no aeroporto Nacional de Washington quando o único controlador de plantão cochilava na torre.

"Estou totalmente escandalizado com esses incidentes. Isso é algo completamente inaceitável", assinalou o secretário de Transporte americano, Ray LaHood, no comunicado. "A segurança é nossa principal prioridade e estou disposto a trabalhar 24 horas por dia, todos os dias da semana, até que esses problemas sejam resolvidos", acrescentou.

    Leia tudo sobre: EUAAVIAÇÃO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG