Mais de mil pessoas se manifestaram neste sábado de forma improvisada no centro de Madri contra os ataques israelenses na Faixa de Gaza, que já deixaram mais de 450 mortos desde 27 de dezembro.

Os manifestantes, principalmente árabes, marcharam em protesto nas primeiras horas da tarde no centro da capital espanhola.

"A concentração, em frente ao ministério, foi autorizada, mas não a marcha. Não sabemos para onde eles vão", disse um policial à AFP.

Alguns manifestantes agitavam sapatos no ar e carregavam cartazes com dizeres como "Justiça para a Palestina", "Isso não é uma guerra, é um genocídio" e "Assassinos!".

Um participante da marcha disse que a multidão se dirigia à embaixada de Israel, enquanto a Rádio Nacional da Espanha afirmou que o protesto acabaria em frente à sede diplomática dos Estados Unidos.

Dezenas de intelectuais e artistas espanhóis condenaram nste sábado os ataques aéreos israelenses em um comunicado, entre eles o ator Javier Bardem, que pediu "o fim da ofensiva criminosa sobre a Palestina".

vg/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.