Mais de cem pessoas ficam feridas em protestos contra carne bovina dos EUA

Seul, 29 jun (EFE).- Mais de cem pessoas ficaram feridas hoje em Seul em protestos contra a importação de carne bovina dos Estados Unidos, que reuniram milhares de pessoas nas ruas da capital sul-coreana, segundo informou a agência Yonhap.

EFE |

No primeiro fim de semana de manifestações depois que o Governo aprovou o reatamento das importações de carne bovina dos EUA, cerca de 15.000 pessoas se reuniram no centro de Seul e começaram uma marcha em direção ao escritório presidencial.

Enfrentando uma barricada de ônibus policiais, os manifestantes jogaram pedras, garrafas e diversos objetos contra a Polícia antidistúrbios.

A manifestação começou ontem de noite e se estendeu durante a madrugada até que de manhã cedo restavam 3.000 manifestantes sob a chuva, aos quais a Polícia enfrentou com canhões de água.

Mais de 100 manifestantes e cerca de 30 policiais ficaram feridos e tiveram que ser enviados para os hospitais da região após os distúrbios, um dos mais violentos desde que se iniciou a onda de protestos na Coréia do Sul contra a importação de carne de bovina dos EUA, no começo de maio. EFE ce/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG