Mais de 90 mil civis morreram no Iraque desde 2003 pela violência

Londres, 28 dez (EFE).- O número de civis que morreram pela violência no Iraque desde a invasão em 2003 liderada pelos Estados Unidos oscila entre aproximadamente 90.

EFE |

150 e 98.400, segundo um relatório publicado hoje pelo grupo Iraq Body Count (IBC).

Essa imprecisão no total de mortos leva em conta a "incerteza" sobre questões como "o status de civil, o balanço final de mortos em grandes desastres e a possível recontagem de mortes", afirma o IBC, que constatou uma notável redução da violência em 2008.

O IBC é um projeto independente dirigido por pesquisadores e pacifistas, que tem sede no Reino Unido e que contabiliza desde 2003 a quantidade de civis mortos por forças da coalizão, milícias e grupos insurgentes.

Segundo o estudo do IBC, as mortes violentas de civis no Iraque caíram em 2008 para 25 por dia, 66% a menos que em 2006, o pior ano desde o início da guerra para derrubar o ditador iraquiano Saddam Hussein, com 76 baixas civis por dia.

Os dados de 2008 também constituem uma significativa melhora em relação a 2007, quando foram registradas 67 mortes de civis por dia por causa da violência, de acordo com o IBC, que baseia os cálculos em informações fornecidas por meios de comunicação, autoridades e ONGs.

Este ano, 9.028 civis morreram vítimas da violência no Iraque, um número muito inferior aos 24.295 contabilizados em 2007 e aos 27.599 registrados em 2006.

O atual nível de violência é comparável ao que existia no período compreendido entre maio de 2003 e dezembro de 2004, ou seja, nos primeiros 20 meses da ocupação do país pela coalizão liderada pelos EUA.

Bagdá foi onde a queda da violência mais chamou a atenção, já que, pela primeira vez desde 2003, a capital iraquiana registrou menos mortos que o resto do país, com 32% das mortes, um dado positivo se comparado aos 56% de 2006 e 2007.

Além disso, o número de civis que perderam a vida em ataques suicidas ou com carros-bomba diminuiu este ano no país para 10 ao dia, em comparação com as 21 mortes diárias em 2007 e com as 16 baixas civis em 2006. EFE pa/ab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG