Mais de 60 manifestantes são detidos em protestos contra o G20

PITTSBURGH - A polícia da cidade americana de Pittsburgh prendeu 66 pessoas após uma noite de incidentes com manifestantes que protestavam contra a reunião do G20, informou o FBI local nesta sexta-feira.

Redação com agências internacionais |

Vinte e quatro pessoas foram detidas na tarde de quinta-feira, quando grupos de jovens radicais se recusaram a aceitar uma dispersão e jogaram pedras na polícia, que respondeu com bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha.


Manifestantes são presos em Pittsburgh / AP

O número de manifestantes era pequeno e eles conseguiam se deslocar com facilidade entre as barreiras policiais.

Os radicais tentaram se aproximar do local em que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebeu os chefes de Estado e governo dos países desenvolvidos e emergentes para a terceira reunião do G20.

Outras 42 pessoas foram detidas quando os protestos começaram na Praça Schenley, perto da Universidade de Pittsburgh, já durante a noite.

Três manifestantes e dois policiais ficaram feridos e 19 lojas foram atingidas na confusão.

* Com AFP

Leia também:

Leia mais sobre: G20

    Leia tudo sobre: g20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG