Katmandu, 11 mai (EFE).- Um total de 559 tibetanos, na maioria mulheres, foi detido hoje pelas forças de segurança quando faziam uma manifestação perto do Palácio Real de Katmandu, informou uma fonte policial.

Os manifestantes, que estavam com bandeiras tibetanas e cartazes escritos "Tibete Livre" poderiam ser colocados em liberdade ainda hoje, acrescentou a fonte.

Entre os detidos, há pelo menos 535 mulheres que faziam uma manifestação de forma pacífica.

Os exilados tibetanos no Nepal realizaram protestos quase diários desde a onda de violência registrada no Tibete desde março e a dura repressão das forças chinesas de segurança.

No Nepal, país que controla de forma estrita as atividades e manifestações contra o Governo de Pequim dentro de seu território, houve diversas detenções de tibetanos, que foram colocados em liberdade horas depois. EFE ms/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.