Mais de 500 mil participam de protesto pelos direitos gays em Berlim

Mais de 500 mil pessoas, segundo os organizadores, se uniram nesta sábado em Berlim em defesa dos direitos dos homossexuais e dos transexuais na tradicional manifestação do Christopher Street Day (CSD), que lembra a luta contra o preconceito que atinge essas parcelas da população.

EFE |

Em sua 31ª edição, a passeata reuniu 550 mil pessoas, 50 mil a mais do que no ano anterior, segundo a organização, e transcorreu de forma pacífica, informou a polícia.

Reuters

Manifestante participa do Christopher Street Day em Berlim

O prefeito de Berlim e homossexual declarado, Klaus Wowereit, defendeu durante a manifestação a reabilitação dos que foram perseguidos e condenados judicialmente por sua orientação sexual até 1969, ano em que a lei alemã foi modificada.

"O que ocorreu não pode ser esquecido. Devemos lutar a cada dia para que as pessoas não sejam discriminadas, nem excluídas", sustentou.

Os integrantes da passeata fizeram uma parada diante do monumento aos homossexuais perseguidos pelos nazistas, no parque Tiergarten, em homenagem às vítimas.

Calcula-se que sete mil homossexuais morreram em campos de concentração durante o Terceiro Reich e que mais de 54 mil foram condenados judicialmente por sua orientação sexual entre 1933 e 1945.

Leia mais sobre  direitos homossexuais

    Leia tudo sobre: alemanhahomossexuaisprotesto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG