Cinqüenta e quatro birmaneses morreram asfixiados e 21 se encontravam em estado grave, quando tentavam entrar na Tailândia dentro de um contêiner frigorífico, anunciou a polícia nesta quinta-feira.

As vítimas, 37 mulheres e 17 homens, eram trabalhadores ilegais oriundos de Mianmar, informou o coronel Kraithong Chanthongbai, chefe de polícia da província de Ranong (sul), onde foram descobertos os corpos na noite de quarta-feira.

Elas faziam parte de um grupo de 121 pessoas amontoadas em um contêiner de 6 x 2,2 metros de superfície.

Os sobreviventes contaram que tentaram bater nas paredes do contêiner para avisar o motorista de que havia gente morrendo, mas ele os mandou calar a boca para não alertar a polícia na fronteira tailandesa.

Quando o motorista constatou que vários passageiros haviam morrido, parou o caminhão na beira de estrada e fugiu.

Os clandestinos pagaram 5.000 bahts (157 dólares) a uma rede tailandesa para poder passar da fronteira birmanesa-tailandesa pasra a ilha turística de Phuket, onde esperavam encontrar um emprego temporário.

Normalmente, o contêiner é usado para transportar pescado congelado de Mianmar para a Tailândia.

Cerca de 540.000 imigrantes, em sua maioria birmaneses, trabalham ilegalmente na Tailândia, segundo o ministério do Trabalho.

ask-cm/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.