Mais de 40 rabinos e políticos são presos por corrupção nos EUA

Mais de 40 rabinos, prefeitos e políticos de Nova York e Nova Jersey, nos Estados Unidos, foram presos nesta quinta-feira depois de uma investigação do FBI, a polícia federal americana, a respeito de um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro. Cerca de 300 agentes do FBI fizeram batidas em dezenas de locais nos dois Estados americanos.

BBC Brasil |

Entre os detidos está um rabino acusado de ter traficado rins por uma década. O religioso é acusado de pagar US$ 10 mil à pessoas necessitadas e revender o órgão por US$ 160 mil.

Segundo o jornal The New York Times, os rabinos presos são das regiões onde vivem judeus sírios em Nova York e Nova Jersey.

Porões e banheiros

Foi preso também o prefeito da cidade de Hoboken, Peter Cammarano - que estava no poder há apenas 23 dias e é acusado de receber propinas -, e o prefeito de Secaucus, Dennis Elwell.

A vice-prefeita de Jersey City, Leona Baldini, e o ex-presidente do Conselho Municipal, L Harvey Smith, também estariam entre os detidos.

O secretário de Justiça americano em exercício, Ralph Marra, disse que o esquema movimentou pelo menos US$ 3 milhões entre os Estados Unidos, Israel e Suíça.

Marra disse os suspeitos usavam religião e política para encobrir suas atividades criminosas, realizando encontros secretos em porões e banheiros.

O prefeito de Newark, Cory Booker, que lutou contra corrupção na maior cidade de Nova Jersey, disse ao jornal The Star-Ledger, daquele Estado, que foi "uma manhã inacreditável".

O governador de Nova Jérsei, Jon Corzine, disse que "a escala de corrupção que vemos é ultrajante e não pode ser tolerada".

    Leia tudo sobre: corrupçãoprisãorabino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG