Lima, 16 fev (EFE).- Uma parcela de 41,5% dos peruanos concorda com o pedido da Procuradoria Federal de 30 anos de prisão para o ex-presidente Alberto Fujimori, por violação aos direitos humanos, segundo pesquisa nacional divulgada hoje.

Outros 35,3% consideram que a pena solicitada no julgamento ao ex-governante (1990-2000) é excessiva, enquanto 12,9% afirmam que ela deveria ser muito maior, segundo o levantamento da TPI - Companhia Peruana de Estudos de Mercado e Opinião Pública.

Ainda houve 10,3% que responderam não saber ou que não quiseram opinar sobre o pedido da Procuradoria, indica a pesquisa divulgada pelo jornal "Correio e Rádio Programas del Perú (RPP)".

Fujimori é julgado pelo assassinato de 25 pessoas nos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992), assim como pelo sequestro do jornalista Gustavo Gorriti e do empresário Samuel Dyer durante o "autogolpe" de Estado de 1992.

A Procuradoria acusa Fujimori de ser "autor mediato", ou seja, de se valer do aparelho do Estado para cometer estes crimes, pelo que pediu 30 anos de prisão no julgamento que está em sua reta final.

A Sala (Tribunal) Penal Especial deve emitir em 20 de março sua decisão, da qual qualquer uma das partes poderá apelar a outra instância jurídica que, por sua vez, dará uma sentença definitiva.

A pesquisa da TPI, realizada em nível nacional entre 5 e 11 de fevereiro, com 1.550 moradores da capital Lima e das principais cidades do interior do país, tem um nível de confiança de 92,6% e uma margem de erro de 2,6% . EFE watt/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.