Bangcoc - Um total de 350 pessoas morreram e mais de 70 mil tiveram que sair de casa em Mianmá(antiga Birmânia) por causa do ciclone tropical Nargis, que atingiu no sábado o sul do país, onde se mantém o estado de emergência.



Os fortes ventos, de até 190 km/h e seqüências de 240km/h, provocaram vários danos materiais e aldeias totalmente isoladas nas povoações do delta do rio Irrawaddy, informaram hoje os meios oficiais do regime birmanês.

Das cinco regiões onde se declarou o estado de emergência - Yangun, Pegu, Irrawaddy e os estados de Mon e Karen -, a área mais afetada, com 223 mortos, foi a divisão de Ayeyawaddy, a cerca de 220 quilômetros ao sudoeste da antiga capital Yangun, enquanto 162 perderam a vida na ilha de Haing Gyi, no Oceano Índico.

Os meteorologistas anunciaram que o ciclone gerará ondas gigantes de quase quatro metros de altura.

As autoridades e as organizações de ajuda humanitária trabalham contra o tempo para levar material de emergência às vítimas, embora seja praticamente impossível chegar às zonas mais remotas e a maioria de linhas telefônicas não funciona.

Leia mais sobre: ciclone

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.