Mais de 300 são detidos em batida contra imigração ilegal nos EUA

Carolina do Norte (EUA), 8 out (EFE).- Uma operação do Serviço de Imigração e Alfândegas (ICE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos terminou com 330 imigrantes detidos em uma fábrica de produtos avícolas da Carolina do Sul.

EFE |

Ontem, 100 agentes da ICE invadiram a Columbia Farms, do grupo House of Raeford, para cumprir um mandado de busca por evidências de "práticas de contratação de imigrantes ilegais".

Bárbara González, porta-voz do ICE, confirmou nesta quarta-feira à Agência Efe que, desses 330 detidos, 123 são mulheres e 207, homens.

Nove homens, incluindo um supervisor, e duas mulheres agora serão levados à Justiça por uso de documentos falsos e por terem entrado de novo no país após terem sido deportados uma outra vez.

Segundo informações, os homens detidos foram levados para o Centro de Detenção Steward, em Lumpkin (Geórgia), enquanto as mulheres seguiram para o Centro de Detenção da cidade de Atlanta, também na Geórgia.

Depois dos interrogatórios, que se estenderam por toda a noite, o ICE, por razões humanitárias, decidiu libertar 87 indivíduos - 74 mulheres e 13 homens -, que terão que se apresentar a um juiz de imigração.

Seis dos detidos são menores de idade: três do México e três da Guatemala.

Contudo, também foram presos cidadãos de Honduras, El Salvador, Colômbia, Costa Rica e Hungria.

"Este operação foi resultado de dez meses de investigações sobre práticas de contratação de pessoas em situação irregular", ressaltou a porta-voz do ICE. EFE av/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG