Mais de 30 supostos terroristas são presos em megaoperação no Iraque

O Exército iraquiano prendeu 35 pessoas procuradas por terrorismo na província de Diyala, onde seguia conduzindo nesta quarta-feira uma ampla operação contra a Al-Qaeda e outros insurgentes com o apoio das forças americanas, informou o ministério da Defesa.

AFP |

"Na manhã desta quarta-feira, nossas forças prenderam 35 pessoas procuradas por terrorismo, envolvidas em crimes, assassinatos, atentados e deslocamentos forçados de populações" ligados à religião, declarou à Mohammed al-Askari, porta-voz do ministério.

"Também prendemos vários outros suspeitos, e descobrimos 20 esconderijos de material militar, 35 bombas e 75 tipos diferentes de armas de fogo", ennumerou.

A operação começou terça-feira em Baaquba , a capital da província de Diyala, a mais perigosa do Iraque.

A circulação de automóveis foi proibida em Baaquba, onde as forças iraquianas conduziram "muitas operações em bairros perigosos", frisou o general Ali Gheidan, comandante da operação em Diyala.

A maioria das lojas estava fechada nesta quarta-feira, e vários helicópteros americanos sobrevoavam Baaquba. As forças iraquianas também se concentravam na região de Imam Weiss, 70 km a loeste de Baaquba, segundo o general Gheidan.

Além disso, forças de segurança iraquianas estão posicionadas nas fronteiras de Diyala para evitar que terroristas fujam para as regiões vizinhas, segundo o porta-voz do ministério da Defesa.

Cerca de 50.000 homens das forças iraquianas foram mobilizados nesta província, destacou o general Gheidan.

"Trata-se de uma operação dirigida, planejada e executada pelas forças iraquianas. As forças da coalizão ttrazem conselhos, assistência e apoio a pedido dos iraquianos", havia afirmado terça-feira a Força multinacional no Iraque, comandada pelos americanos.

O Exército americano conduz desde o dia 25 de julho sua própria operação militar em Diyala. "É uma operação da Divisão Norte da Força multinacional cujo objetivo é apoiar a operação das forças iraquianas", destacou a coalizão nesta quarta-feira em comunicado.

A operação também permitiu a descoberta de vários esconderijos contendo armas de fogo, morteiros e foguetes RPG, e a neutralização de seis bombas artesenais, segundo o comunicado.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG