Mais de 30 réplicas de terremoto sacodem a Nova Zelândia

O primeiro-ministro neozelandês deve visitar Christchurch nesta terça para avaliar os danos provocados pelos sismos

EFE |

Mais de 30 réplicas sacudiram entre a segunda-feira e esta terça a cidade neozelandesa de Christchurch, que ontem foi atingida por dois fortes sismos que deixaram quase 50 feridos e danos materiais.

As autoridades sanitárias indicaram nesta terça que estão investigando se os tremores de segunda-feira causaram a morte de um idoso que faleceu em uma residência de Christchurch, situada na Ilha do Sul, segundo a agência local "NZPA".

O serviço geológico neozelandês GNS Science assinalou nesta terça-feira que os dois sismos alcançaram 5,7 e 6,3 graus, acima da magnitude de 5,5 e 6,0 graus informada inicialmente.

Desta forma, o tremor de 6,3 graus de ontem igualou a magnitude do poderoso terremoto que em 22 de fevereiro devastou Christchurch e causou a morte de 181 pessoas.

Os danos causados pelos sismos de segunda-feira levaram o Governo neozelandês a tomar decisões sobre o futuro das áreas afetadas, disse nesta terça o ministro de Desenvolvimento Econômico, Gerry Brownlee.

"O dano que ocorreu ontem simplesmente exacerbou os danos que ocorreram em dois prévios eventos no mesmo lugar", precisou Brownlee à "Radio New Zealand", ao referir-se ao terremoto de fevereiro e a outro de 7,2 graus que assolou Christchurch em setembro de 2010.

Os primeiros relatórios assinalam que cerca de 50 edifícios devem ser demolidos, informou o diário "New Zealand Herald".

Alguns bairros e estradas estão inundados ou cobertos de areia que surgiu do subsolo em Christchurch, onde se restabeleceu 75% do abastecimento de água, embora cerca de 15 mil casas estejam sem eletricidade, afirmou o prefeito da cidade, Bob Parker.

O primeiro-ministro neozelandês, John Key, deve visitar Christchurch nesta terça-feira para avaliar os danos provocados pelos sismos, nos quais ficaram feridas quase 50 pessoas, embora nenhuma delas gravemente.

    Leia tudo sobre: N.ZELÂNDIATERREMOTO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG