Johanesburgo, 3 jul (EFE).- Aproximadamente 220 pessoas, em sua maioria simpatizantes do opositor Movimento para a Mudança Democrática (MDC), tentaram se refugiar na Embaixada dos Estados Unidos na capital do Zimbábue, conforme disse à rede de televisão CNN o embaixador americano, James McGee.

Segundo McGee, a embaixada está atuando em conjunto com organizações de assistência humanitária para encontrar um alojamento adequado para os refugiados que se mantêm em frente ao edifício da legação diplomática na capital zimbabuano.

Alguns dos que buscam refúgio na embaixada americana disseram que não têm onde viver, pois suas casas foram destruídas pelas milícias leais ao Governo por serem partidários da oposição.

O MDC afirma que a governamental União Nacional Africana do Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF) realizou violentos ataques contra a oposição durante a campanha do segundo turno das eleições presidenciais realizadas em 27 de junho.

As eleições foram vencidas pelo presidente zimbabuano, Robert Mugabe, que participou sozinho do pleito depois que seu adversário e líder do MDC, Morgan Tsvangirai, abandonou a disputa alegando falta de segurança. EFE jm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.