Mais de 200 focos de incêndio castigam sul da Itália, há um morto

Mais de 200 focos de incêndio foram registrados neste sábado, no sul da Itália, sobretudo na região da Calábria, com um único óbito até o momento, ocorrido na Sicília, informou a Defesa Civil local.

AFP |

A Calábria viveu a situação mais grave com 120 focos, mas as chamas também afetaram as ilhas de Sicília e Sardenha (leste), assim como as regiões de Púglia (sul) e de Ligúria (noroeste), de onde cerca de 2.500 pessoas tiveram de ser evacuadas, na sexta à noite, como medida de precaução, devido a um incêndio que devastou 40 hectares de terreno.

Na Sicília, Giuseppe Rizzo, de 35 anos, morreu intoxicado pela fumaça, quando tentava apagar um incêndio em sua propriedade. Ele chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu.

Outras quatro pessoas também foram intoxicadas pelo mesmo incêndio, mas não correm perigo, informou a imprensa italiana.

No verão (hemisfério norte) de 2007, 12 pessoas morreram em incêndios na Itália, onde foram notificados 7.164 focos, que destruíram 112.000 hectares, sendo metade desse total de bosques.

Segundo os últimos números oficiais, desde o início do ano, foram registrados 2.791 incêndios, com 22.631 hectares destruídos, contra 5.562 hectares devastados no mesmo período em 2007.

A maioria dos incêndios na Itália é de origem criminosa. Neste sábado, um homem de 82 anos foi preso em Basilicata (sul), quando tentava provocar um incêndio.

ljm/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG