Mais de 20 mortos e mais 30 feridos em dois ataques no Iraque

Cerca de 23 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas, entre elas o governador da província de Al-Anbar, em dois ataques realizados nesta quarta-feira em Ramadi, oeste de Bagdá, segundo fontes hospitalares e policiais.

AFP |

Um carro-bomba explodiu no centro da cidade, em um bloqueio antes da sede do governo da província de Al-Anbar.

Uma segunda bomba atingiu o comboo do governador local, Qassem Mohammed Abed, no momento em que ele saía da sede.

O ataque, que aconteceu a apenas 200 metros do primeiro atentado, matou quatro pessoas e feriu dez, entre eles o governador.

Ramadi se encontra a uns cem quilômetros a oeste de Bagdá, na província de maioria sunita de Al Anbar, a maior do Iraque. Esta região foi um reduto da insurreição depois da invasão americana de 2003.

A violência começou a diminuir quando os chefes tribais, cansados dos atentados da Al-Qaeda, se voltaram contra os jihadistas em setembro de 2006, com ajuda do financiamento norte-americano.

Formaram os chamados grupos Sahwa (Despertar) para combater os seguidores de Osama Bin Laden, chefe da Al-Qaeda e, ao fim de um ano, a província virou uma das mais tranquilas do país.

Desde janeiro passado esses grupos se encontram sob controle do governo iraquiano, mas a província volta a ser alvo dos jihadistas desde que as tropas americanas se retiraram das cidades no final de junho.

str-mel/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG