Mais de 2 mil tailandeses vão a embaixada pedir extradição de ex-premiê

Bangcoc, 19 ago (EFE).- Mais de duas mil pessoas se manifestaram hoje em frente à Embaixada do Reino Unido em Bangcoc para exigir do Governo de Londres que extradite o primeiro-ministro deposto Thaksin Shinawatra, declarado fugitivo e acusado de corrupção.

EFE |

A manifestação foi convocada pela Aliança Popular para a Democracia (PAD), contrária ao atual Governo do primeiro-ministro Samak Sundaravej, uma semana depois de Shinawatra se exilar no Reino Unido e, em resposta, a Corte Suprema ter ditado uma ordem de busca contra o ex-líder.

Shinawatra, dono do clube de futebol inglês Manchester City, e sua esposa, Pojaman, respondem a várias acusações de corrupção na Justiça tailandesa.

O magnata governou a Tailândia de 2001 até 2006, quando foi derrubado mediante um golpe de Estado promovido por militares, que estabeleceram uma comissão para investigar todos os casos de desvio de fundos públicos atribuídos a sua família e a seu entorno.

Shinawatra retornou ao país em fevereiro após 18 meses de exílio no Reino Unido, graças à vitória, nas eleições de dezembro último, de um novo partido formado por seus aliados políticos na Tailândia.

EFE grc/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG