Ike - Mundo - iG" /

Mais de 1,2 milhão são evacuados no Texas pela chegada do Ike

Houston (EUA), 12 set (EFE).- Mais de 1,2 milhão de pessoas abandonaram suas casas no litoral do estado americano do Texas frente à iminente chegada do furacão Ike, que já provocou enchentes na região, além de fortes ventos e ondas de mais de sete metros, informou hoje o governador texano, Rick Perry.

EFE |

Entre os evacuados, há 13 mil que inspiram "cuidados especiais", como doentes hospitalizados e idosos, explicou Perry.

As autoridades locais esperam que o furacão, que está gerando ventos de até 165 km/h, entre nos Estados Unidos pelas localidades litorâneas de Galveston e Freeport, que já começaram a registrar inundações em áreas baixas.

A ameaça de permanecer na região levou o Serviço Meteorológico Nacional (NWS, em inglês) a advertir ontem que todo aquele que não cumprisse a ordem de evacuação obrigatória poderia correr risco de morte.

Apesar das advertências das autoridades, 57 mil moradores de Galveston - 40% da população - decidiram permanecer na cidade, disseram autoridades municipais.

Hoje foram utilizadas equipes de resgate para tirar mais de 100 pessoas de áreas que já estavam completamente inundadas.

O secretário de Segurança Interna americano, Michael Chertoff, afirmou hoje, em entrevista coletiva, que o furacão poderia provocar uma catástrofe de grandes proporções.

Disse ainda calcular em cerca de 100 mil os lares que poderiam ficar inundadas.

O escritório de Chertoff prevê que a tempestade pode afetar em geral 572 mil residências, e que até sete milhões de casas podem sofrer cortes de energia elétrica.

Algumas empresas de medição de risco calculam que o dano potencial que pode ser provocado pelo ciclone teria avaliação entre US$ 5 bilhões e US$ 25 bilhões.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) informou em seu boletim das 21h GMT (18h de Brasília) que o "Ike" provoca ventos de 165 km/h e que antes de o olho do fenômeno chegar à costa pode inclusive aumentar sua intensidade para categoria 3 na escala de Saffir-Simpson, chegando a 178 km/h.

O furacão se movimenta em sentido oeste-noroeste a cerca de 19 km/h, e tão logo entre no Texas seguirá uma trajetória rumo ao norte. EFE mbj-pgp/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG