Tamanho do texto

Mais de um milhão de habitantes foram evacuados das zonas costeiras do Texas (sul dos EUA), diante da proximidade do furacão Ike, que deve tocar a região de Houston ainda no final do dia (hora local), anunciou o governador do estado, nesta sexta-feira.

"Acho que 1,2 milhão de pessoas foram evacuadas", declarou o governador Rick Perry à rede CNN, acrescentando que pelo menos 12.500 pessoas particularmente vulneráveis (idosos e deficientes) estão entre os deslocados.

A cidade de Houston é a quarta do país em população, com cerca de 5 milhões de habitantes.

Uma faixa litorânea de 640 km nos estados de Texas e Louisiana foi declarada em estado de alerta.

Às 20h GMT (17h de Brasília), o olho do furacão se encontrava sobre o Golfo do México a aproximadamente 220 km de Galveston, a cidade costeira mais próxima de Houston, para a qual se dirigia a 19 km/h, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, sigla em inglês).

O furacão Ike, que deixou dezenas de mortos no Caribe, deslocava-se com ventos de até 165 km/h nesta sexta-feira à tarde, mas ainda deve se fortalecer ao se aproximar da costa.

Perry, que chamou a tempestade de "monstro", pediu aos últimos habitantes nas zonas ameaçadas que deixem a região. Apesar dos alertas, pelo menos 25% dos moradores decidiram ficar na ilha de Galveston, disseram as autoridades locais, ou seja, cerca de 14.500 pessoas de um total de 58.000.

Em um boletim especial, o NHC previu que a região de Galveston poderá ficar completamente inundada e que "as pessoas que não seguirem os conselhos de evacuação e que moram em casas de um, ou dois andares, estarão expostas à morte certa".

mlm/tt/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.