Mais de 100 reformistas iranianos são detidos, diz liderança

TEERÃ (Reuters) - Mais de 100 reformistas, incluindo Mohammad Reza Khatami, irmão do ex-presidente Mohammad Khatami, foram detidos na noite de sábado, disse o líder reformista Mohammad Ali Abtahi à Reuters no domingo. Um porta-voz do Judiciário iraniano declarou que eles não foram presos, mas que foram convocados e avisados de que não devem elevar as tensões. Segundo o porta-voz, eles foram libertados em seguida.

Reuters |

Mas Abtahi, um ex-vice-presidente do Irã, disse à Reuters: "Eles foram levados de suas casas ontem à noite." Ele disse que estão previstas mais prisões.

Os reformistas detidos são membros do principal partido reformista iraniano, Mosharekat.

Milhares de pessoas entraram em choque com a polícia no sábado, depois de a contestada vitória eleitoral do presidente Mahmoud Ahmadinejad ter desencadeado os maiores protestos populares em Teerã desde a Revolução Islâmica de 1979.

O Líder Supremo Ali Khamenei disse à população que ela deve respeitar a vitória de Ahmadinejad numa eleição presidencial que o principal rival do presidente descreveu como "farsa perigosa".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG