Mais de 100 militares japoneses deixam o Iraque

Tóquio, 23 dez (EFE).- Cerca de 140 membros das Forças de Autodefesa japonesas retornaram hoje ao Japão após concluir parte de uma missão de transporte de pessoal e material entre o Kuwait e o Iraque, informou a agência local de notícias Kyodo.

EFE |

Após sua volta, ordenada em 28 de novembro, restam apenas 130 membros da missão japonesa no Iraque, que está desdobrada há quatro anos e oito meses, e que deixará o país árabe completamente em março do ano que vem.

A unidade militar, que começou a se retirar do país em 15 de dezembro, forneceu apoio no transporte às tropas de terra japonesas com base no sul do Iraque.

Tóquio considera sua presença no Iraque como uma missão de reconstrução, cuja autorização requereu a aprovação de uma lei especial em 2003 por causa das restrições impostas pela Constituição pacifista japonesa às atividades militares.

Durante os quase cinco anos de operações, a missão japonesa não sofreu nenhuma baixa.

Até agora, a missão aérea transportou 46.500 pessoas e 673 toneladas de material em 821 vôos. EFE icr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG