Assista ao vídeo da BBC sobre o ciclone em Mianmá http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/04/governo_birmanes_declara_estado_de_emergencia_apos_passagem_de_ciclone_1296742.htmlGoverno birmanês declara estado de emergência http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/05/onu_ue_e_estados_unidos_oferecem_ajuda_aos_birmaneses_1298181.htmlONU, UE e Estados Unidos oferecem ajuda aos birmaneses" / Assista ao vídeo da BBC sobre o ciclone em Mianmá http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/04/governo_birmanes_declara_estado_de_emergencia_apos_passagem_de_ciclone_1296742.htmlGoverno birmanês declara estado de emergência http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/05/onu_ue_e_estados_unidos_oferecem_ajuda_aos_birmaneses_1298181.htmlONU, UE e Estados Unidos oferecem ajuda aos birmaneses" /

Mais de 10 mil mortos e milhares de deslocados em Mianmá

YANGUN - Mianmá (antiga Birmânia) começou hoje um novo dia com mais de 10 mil mortos e milhares de pessoas prejudicadas devido ao ciclone tropical Nargis que castigou o sul do país entre sexta-feira e sábado passados. http://www.bbc.co.uk/portuguese/pop/080505_video_mianmar_pop.shtmlAssista ao vídeo da BBC sobre o ciclone em Mianmá http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/04/governo_birmanes_declara_estado_de_emergencia_apos_passagem_de_ciclone_1296742.htmlGoverno birmanês declara estado de emergência http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/05/onu_ue_e_estados_unidos_oferecem_ajuda_aos_birmaneses_1298181.htmlONU, UE e Estados Unidos oferecem ajuda aos birmaneses

EFE |

Ruas de Yangun foram devastadas no último fim de semana/ Foto: AFP

O último dado oficial divulgado sobre o desastre veio das palavras do ministro birmanês de Assuntos Exteriores, Nyan Win, que declarou haver mais de 10.000 mortos. O ministro acrescentou que ainda estão recebendo informações, o que significa que pode haver mais vítimas.

A Junta Militar - que mantém tensas relações com os Estados Unidos, a União Européia, e outros governos, por conta das pressões que recebe para a realização de reformas democráticas - aceitou o auxílio humanitário que essas nações ofereceram.

"Aceitamos a ajuda de outras nações porque nossa população está passando o mal", disse Nyna Win, que ontem reuniu o corpo diplomático credenciado e os representantes da ONU para expor a grave situação.

As autoridades declararam estado de emergência nas regiões de Yangun, Pegu e Irrawaddy, e nos estados Karen e Mon, no sábado passado, quando o ciclone, que havia chegado no dia anterior ao país, estava mais forte.

A população nas regiões afetadas vive há três dias sem provisão de água e de eletricidade e os preços dos artigos básicos dispararam devido à escassez e à especulação.

Yangun, a antiga capital e a maior cidade do país com cerca de cinco milhões de habitantes, parece ter sido um campo de batalha, segundo as testemunhas.

Milhares de árvores derrubadas pelos fortes ventos, que atingiram uma velocidade superior a 190 km/h, atrapalham a passagem nas ruas.

As filas de automóveis que aguardavam para reabastecer nas estações de serviços são intermináveis e contribuem para piorar o monumental engarrafamento.

As comunicações, em particular com o exterior, funcionam precariamente, e a rede de internet permanece cortada desde sexta-feira.

O aeroporto de Yangun reabriu na segunda-feira com um gerador "que só estará em funcionamento cinco ou seis horas", segundo avisava um empregado.

A Federação Internacional da Cruz Vermelha começou a distribuir ajudas básicas entre os afetados, como plásticos para cobrir os telhados arrancados pelo ciclone, ou pastilhas para tornar a água potável, além de cobertores e roupa.

Em meio este panorama, o regime militar mantém seu plano de realizar um plebiscito nacional em 10 de maio para aprovar a minuta constitucional, na qual trabalhou desde 1993, sem contar com a oposição democrática.


Mianmá está localizada no sudeste asiático

Veja também:

Leia mais sobre: ciclones - Mianmá

      Leia tudo sobre: ciclonesmianmá

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG