Mais crianças são retiradas de rancho de seita poligâmica do Texas

Washington, 6 abr (EFE).- O Serviço de Proteção a Menores do estado do Texas aumentou hoje para 219 o número de mulheres e crianças retiradas de um rancho de uma seita poligâmica no Texas (EUA).

EFE |

Hoje, a Polícia fez uma busca no enorme templo do rancho, que fica na pequena cidade de Eldorado, enquanto funcionários do estado evacuaram 36 mulheres e crianças. Nos dias anteriores as autoridades tiraram outras 183.

Do número total 159 são crianças, disse em entrevista coletiva Marleigh Meisner, porta-voz do Serviço de Proteção a Menores.

O grupo religioso é uma cisão da Igreja Mórmon.

A igreja pratica abertamente a poligamia na fronteira das cidades de Hildale (Utah) e Colorado City (Arizona), e os habitantes do rancho foram vistos raras vezes em Eldorado, cidade que fica a cerca de seis quilômetros da propriedade.

Segundo as autoridades, a seita impõe casamentos a jovens de até 13 anos. Caso o eleito para se casar com elas abandone a congregação as moças são destinadas a outros.

As autoridades policiais começaram, na última quinta, a se aproximarem do rancho e bloquearem seus acessos com barricadas, preparando a grande operação que aconteceu na noite da última sexta e na madrugada de ontem.

O alarme foi dado após uma denúncia afirmando que uma jovem de 16 anos precisava de "ajuda urgente". Segundo setores da imprensa, foi a própria moça que ligou para as autoridades para denunciar que estava sofrendo abusos. EFE cma/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG