Mais 5 são detidos por incêndio em arranha-céu de Pequim

Pequim, 20 fev (EFE).- Cinco pessoas foram detidas hoje em Pequim devido a seu suposto envolvimento no incêndio do arranha-céu do complexo da televisão estatal chinesa CFTV, o que aumenta para 17 o número de detidos, informou o jornal econômico chinês Caijing.

EFE |

Os cinco detidos são suspeitos de transportar até as imediações do edifício os grandes artefatos pirotécnicos que produziram um dos mais espetaculares incêndios na capital chinesa dos últimos anos.

As autoridades municipais de controle de incêndios disseram que o próprio "pessoal de CFTV responsável da construção do novo complexo televisivo contratou pessoas para soltar fogos fora do edifício".

De acordo com a regulação de Pequim, os fogos só podem ser comprados em lugares que possuam permissão e, além disso, os artefatos só podem ser lançados dentro dos limites impostos. EFE mmp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG