Mais 2 bispos renunciam em escândalo de pedofilia na Irlanda

Londres, 25 dez (EFE).- Mais dois bispos católicos anunciaram hoje na Irlanda que apresentarão sua renúncia ao papa Bento XVI pelo escândalo de abuso de menores por sacerdotes.

EFE |

Em comunicado conjunto, Eamonn Walsh e Raymond Field, bispos auxiliares na arquidiocese de Dublin, dizem esperar que a decisão sirva para ajudar as vítimas dos abusos.

"Nossa esperança é que nossa ação possa ajudar a levar a paz e a reconciliação de Jesus Cristo às vítimas/sobreviventes do abuso sexual infantil. De novo, pedimos desculpas", assinalam Walsh e Field, que comunicaram a saída ao arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin.

Quatro bispos renunciaram após a publicação no mês passado de um relatório da juíza Yvonne Murphy sobre a arquidiocese de Dublin, a maior do país, que concluiu que as autoridades católicas ocultaram o abuso de crianças por padres durante três décadas.

Quatro dos cinco bispos criticados no chamado "Relatório Murphy" já apresentaram sua renúncia.

Há algumas semanas, o bispo de Limerick, Donal Murray, deixou o cargo depois que o relatório qualificou de "inescusável" sua atitude com um sacerdote suspeito de pedofilia.

Na quarta-feira, o bispo de Kildare, James Moriarty, ofereceu sua renúncia ao papa e voltou a pedir desculpas às vítimas e a suas famílias.

O único dos cinco clérigos apontados no documento que ainda segue no cargo é o bispo de Galway, Martin Drennan. EFE pa/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG