Maioria no Brasil diz que governo não fez suficiente contra alta de alimentos

Quase 70% das pessoas ouvidas em uma pesquisa encomendada pela BBC no Brasil estão insatisfeitas com as medidas tomadas pelo governo para controlar a alta do preço dos alimentos e torná-los acessíveis. A pesquisa, realizada em outros 25 países, ouviu 809 pessoas entre os dias 10 de julho e 21 de agosto em oito capitais brasileiras: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

BBC Brasil |

Segundo o levantamento, 69% das pessoas disseram estar "insatisfeitas" com "o desempenho do governo nacional em manter os alimentos a um custo acessível".

A mesma pesquisa mediu o quanto à alta mundial dos preços dos alimentos e da energia tem afetado a vida dos brasileiros.

Entre os ouvidos, 77% se disseram "muito afetados" pelo aumento dos preços, 14%, "afetados", 5%, "um pouco afetados" e 3%, "não afetados".

Apesar de a maioria sentir os efeitos da alta no bolso, a 53% dos brasileiros pesquisados disseram não ter mudado seus hábitos alimentares por causa disso.

Outros 47% afirmaram ter mudado suas dietas, e 31% declararam estar comendo menos.

Quanto à alta do preço da energia, incluindo combustíveis, 67% dos entrevistados no Brasil disseram ter sido muito afetados.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG