Buenos Aires, 6 fev (EFE).- A Argentina, cuja economia acumula seis anos consecutivos de crescimento, entrará em recessão como consequência da crise financeira mundial para 71% da população, segundo uma pesquisa divulgada hoje.

A enquete do instituto TNS Gallup ouviu 1.044 pessoas em todo o país, em dezembro, indicou que 69% acreditam que a recessão será global, e 43% pensam que a crise durará um ano ou mais.

Sobre o impacto da crise, 66% dos argentinos ouvidos disseram que terão de reduzir suas despesas, e 58% afirmaram que não poderão economizar dinheiro.

Além disso, 50% disseram que terão de aumentar suas rendas trabalhando mais, e 34% afirmaram que correm riso de perder seus empregos. EFE hd/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.