Maioria democrata no Senado dos EUA aprova nomeação de Roland Burris

Os líderes da maioria democrata no Senado americano aprovaram nesta segunda-feira a nomeação de Roland Burris para a vaga de Barack Obama no cargo de senador por Illinois.

AFP |

"Dissemos a Burris que ele, agora, é o senador designado por Illinois e, como tal, receberá todos os direitos e privilégios de um senador eleito", declararam o líder da maioria democrata do Senado, Harry Reid, e seu assistente Dick Durbin.

Os líderes também disseram que Burris entregou nova documentação depois de que a primeira foi rejeitada semana passada por estar incompleta.

Burris havia sido, em 1978, o primeiro negro eleito para o cargo de controlador das contas do Estado, ocupando, em seguida, a secretaria estadual de Justiça, em 1991.

Foi considerado 16 vezes pela revista Ebony um dos cem afro-descendentes com mais influência nos Estados Unidos.

O governador de Illinois, Rod Blagojevich, que deve enfrentar um julgamento político por ter querido vender a vaga de Obama, havia, depois de estourado o escândalo, indicado Burris, desafiando os senadores de seu partido e os legisladores de Illinois.

Roland Burris, uma vez concorreu à governança do estado, contra o próprio Blagojevich.

Numa entrevista à imprensa, na ocasião, Burris disse que o governador estava seguindo a lei. "É um processo normal, e o governador é inocente do que o acusam, até que se prove o contrário", havia dito Burris.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, já havia dado apoio a Roland Burris como sucessor de Barack Obama no Senado, mas a Casa havia rejeitado a princípio a confirmação de Burris, de 71 anos.

Burris afirmou que seu único interesse é representar seu estado, o quinto maior dos Estados Unidos, e expressou confiança de que a polêmica será resolvida a seu favor.

emp/cel/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG