Maioria de brasileiros crê em fim da crise até 2010, diz pesquisa

A maioria dos brasileiros acredita que a economia vai se recuperar da atual crise mundial em 2010, segundo pesquisa do Serviço Mundial da BBC divulgada na quarta-feira.

BBC Brasil |

Para analistas, crise e ambiente darão a Brasil maior influência em 2020

A sondagem realizada em 24 países mostra que 78% dos entrevistados em nove capitais brasileiras creem que a crise terminará dentro de um ano - incluindo 44% que acham que o prazo será de apenas seis meses.

O país com menos expectativas de uma pronta recuperação é o Japão, onde apenas 9% dos entrevistados se incluem nesse grupo.

Entretanto, quase um em cada três brasileiros diz não ter sido afetado pela crise global.

G20

A pesquisa, realizada pelo instituto internacional GlobeScan e pela Universidade de Maryland para o Serviço Mundial da BBC, entrevistou 29.913 pessoas entre 24 de novembro de 2008 e 27 de fevereiro de 2009 em 24 países, sendo 15 deles membros do G20 .

Deste total, 70% acreditam que a atual crise global mostra que são necessárias "grandes mudanças" na maneira como a economia mundial é conduzida.

No Brasil, este grupo inclui 77% dos entrevistados.

Outros 71% dos brasileiros acreditam que a economia brasileira também precisa de grandes mudanças para poder responder à crise.

"A pesquisa revela um apelo mundial para que se tome atitudes firmes na cúpula do G20 (realizada em Londres nesta quinta-feira)", disse Doug Miller, diretor do GlobeScan. "Os resultados sugerem que a maioria das pessoas vê o atual sistema econômico mundial como um fracasso."

Alta dos alimentos

A sondagem mostrou ainda que três em cada quatro entrevistados em todo o mundo foram pelo menos razoavelmente atingidos pelo aumento no preço dos alimentos.

"A pesquisa destaca a 'crise esquecida' da alta dos preços dos alimentos, que ainda está tendo um impacto negativo na vida de muita gente", afirmou Miller.

No Brasil, 79% dos entrevistados reclamaram do impacto do problema nas suas vidas - mas o número é menor do que os 91% relatados pelos brasileiros em uma pesquisa semelhante realizada em meados de 2008.

Entre os países onde os entrevistados menos sentiram a alta dos preços dos alimentos estão Alemanha (20%), China (21%) e Canadá (25%).

Leia mais sobre crise

    Leia tudo sobre: crise

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG