Maioria da população mundial não goza de liberdade de expressão, diz WAN

Paris, 10 abr (EFE).- A Associação Mundial de Periódicos (WAN, na sigla em inglês) ressaltou hoje que a maioria da população mundial não goza do direito básico da liberdade de expressão, para enfatizar a importância do Dia Internacional da Liberdade de Imprensa, que será comemorado em 3 de maio.

EFE |

A WAN lembrou que no ano passado 70 jornalistas foram assassinados no mundo todo e, pelo menos, 670 foram presos, dos quais 125 permanecem na prisão.

"Em muitos países os jornalistas estão ameaçados, sofrem ataques e inclusive são assassinados quando desempenham seu papel em investigações sobre corrupção, crime organizado e violência política", declarou em comunicado Timothy Balding, presidente da WAN.

Essa associação, que reúne 18 mil periódicos de todo o mundo, dedica o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa de 2009 aos jornalistas "na linha de fogo" e está elaborando material em espanhol, francês, inglês e russo que os meios de imprensa podem utilizar gratuitamente para comemorar essa data.

"Dia após dia, os jornalistas averiguam e elaboram relatórios de casos que sabem que podem levá-los ao assédio, dano físico, detenção, prisão e inclusive a morte", afirma a nota, na qual se pede aos meios de imprensa que aproveitem essa data para fazer os leitores compreenderem a contribuição dos jornalistas à sociedade e os perigos que assumem por isso.

Os materiais que a WAN prepara para o dia 3 de maio estão disponíveis no site www.worldpressfreedomday.org. EFE jaf/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG