Maior parte de associações de transportes suspende greve na Espanha

Madri, 16 jun (EFE).- As associações Fenadismer, Antid e Cofedetrans anunciaram hoje a suspensão temporária da greve contra o aumento do preço do petróleo convocada pelas empresas do setor de transporte, que começou no último dia 9 e que agora só é mantida pela Plataforma para a defesa do Transporte.

EFE |

As três organizações que suspenderam o protesto assinaram um comunicado no qual disseram manter a vontade de dialogar para buscar soluções no setor e acrescentaram que estão dispostos a efetuar outras ações que serão anunciadas nos próximos dias.

No entanto, as três sociedades de transportadoras acusaram o Governo de atuar de forma irresponsável por pretenderem mascarar a crise que o setor atravessa.

Segundo a Fenadismer, a Cofedetrans e a Antid, o Governo assinou um acordo com organizações que não representam os interesses da maior parte dos pequenos e médios empresários.

Foi um acordo que o Executivo fechou no último dia 11 com o Comitê Nacional do Transporte por Estrada (CNTC) e que contemplava um total de 54 medidas destinadas à melhoria do setor.

Após o anúncio da suspensão temporária pelas três associações, a única que ainda mantém a greve é a Plataforma para a defesa do Transporte, que convocou hoje milhares de caminhoneiros para se concentrarem diante da sede do Ministério de Desenvolvimento da Espanha e forçarem a ministra Magdalena Álvarez a recebê-los.

A Plataforma denunciou hoje que a Guarda Civil está "seqüestrando" milhares de caminhões nas estradas de acesso a Madri.

José García, presidente da União Independente de Transportadores Autônomos (UITA) e membro da Plataforma, disse à Agência Efe que os caminhoneiros estão esperando a permissão para passar e que esperam que a situação seja resolvida o mais rápido possível.

Para García, tal medida será tomada em breve, pois os caminhoneiros autônomos estão dispostos a chegar a Madri para serem recebidos pela ministra Magdalena Álvarez. EFE jf/fh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG