Magnata da comunicação diz que vitória de Obama vai piorar crise

SYDNEY - O magnata australiano dos meios de comunicação Rupert Murdoch afirmou que uma vitória do candidato democrata Barack Obama nas eleições da próxima terça-feira nos Estados Unidos vai piorar a crise financeira internacional, segundo informa neste sábado um de seus jornais.

EFE |

Em entrevista ao diário "The Australian", propriedade de seu conglomerado News Corporation, Murdoch alertou que as "políticas protecionistas que os democratas pretendem desenvolver serão um revés para o processo da globalização".

Em sua opinião, a aplicação de uma política protecionista pode pôr em risco o comércio global, caso a "China responda com ações em represália". "Durante os últimos três ou quatro anos, alguns democratas ameaçaram adotar medidas como impor tarifas extras (contra as importações chinesas) caso o gigante asiático não modificasse seu sistema de câmbio de divisas", afirmou o magnata ao jornal australiano.

Murdoch, que viajou à Austrália participar de vários seminários, questionou a proposta de Obama de cortar os impostos dos trabalhadores americanos. "Cerca de 40% (da população americana) não paga impostos, então como pode é possível cortá-los?", apontou o magnata.

    Leia tudo sobre: crise financeiraeleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG