Roma, 7 nov (EFE) - Domenico Magnoli, um mafioso da Ndrangheta, a quadrilha organizada da região da Calábria, norte da Itália, foi detido quando se recuperava em uma clínica de cirurgia estética de uma lipoaspiração nas pernas à qual se submeteu na quinta-feira, de acordo com a imprensa local.

Magnoli entrou na quinta-feira na Itália a partir da França, onde estava escondido desde que, em fevereiro 2007, foi emitida uma ordem internacional de busca e captura contra si por tráfico de droga.

Em território italiano, foi à clínica particular La Madonnina de Cosenza, na Calábria, onde se registrou mudando só o primeiro nome ("Dominique", em vez de "Domenico") e a data de nascimento.

A operação foi realizada à tarde, mas os carabineiros (Polícia militarizada) já sabiam que "Cochon" ("Porco" em francês) estava na clínica e não demoraram a iniciar uma operação para prendê-lo.

Para evitar problemas com os parentes de Magnoli e que este soubesse que estava sendo procurado, os agentes entraram disfarçados de médicos e enfermeiros ou se fazendo passar por parentes de outros pacientes.

Finalmente, um carabineiro com um buquê de flores nas mãos entrou no quarto onde "Cochon" se recuperava após a operação e apontou-lhe uma pistola, com o que o mafioso se assustou visivelmente, achando que se tratava de um acerto de contas entre facções da 'Ndrangheta.

Só quando os agentes se identificaram, Magnoli, que ainda está na clínica sob rígida vigilância policial, respirou aliviado. EFE ddt/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.