Máfia italiana guardava foto com Roberto Carlos como tesouro

Além de dinheiro, armas e documentos, os membros da máfia italiana Camorra guardavam como um tesouro em seus esconderijos as fotos que, como qualquer outro torcedor, tiraram junto com jogadores famosos como o lateral-esquerdo Roberto Carlos e o zagueiro italiano Fabio Cannavaro.

EFE |

A imprensa italiana publicou nesta sexta-feira algumas das imagens encontradas durante batidas policiais contra chefes da Camorra, nas quais são vistos ao lado de jogadores em restaurantes, como simples torcedores que pedem para sair numa foto ao lado de seus ídolos.


Membros da Camorra guardavam fotos com jogadores famosos na Europa / Reprodução Blitzquotidiano.it

Tamanha era a importância dessas fotografias para os mafiosos que sempre eram levadas durante suas fugas e de esconderijo em esconderijo.

Três destas imagens foram incluídas como documentação em um processo contra traficantes de drogas ligados ao poderoso clã dos Di Lauro, um dos que compõem a Camorra.

Em uma delas, o meio-campo eslovaco Marek Hamsik, estrela do Napoli, aparece em um restaurante de Nápoles - onde a Camorra atua - ao lado do fugitivo Domenico Pagano.

Segundo a imprensa italiana, as outras duas fotos foram feitas em Madri. Nelas aparecem Roberto Carlos, recém chegado ao Corinthians, e Cannavaro, atualmente na Juventus, quando ainda jogavam pelo Real Madrid, junto a uma pessoa ainda não identificada.

Leia mais sobre Camorra

    Leia tudo sobre: camorra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG